Univesp

Unesp cria três novos cursos na área de ciências exatas

16/03/2012

A Faculdade de Ciências (FC) oferecerá graduação em Meteorologia e em Química Ambiental, e o Instituto de Física Teórica (IFT), que só tem pós-graduação, abrirá um bacharelado em Ciências Exatas. A decisão foi deliberada ontem (15/03), em Sessão Extraordinária do Conselho Universitário da Unesp, órgão máximo da instituição.

A previsão de início das aulas dos cursos novos da FC é 2013; e, do IFT, 2014.
A decisão do CO do dia 15 viabiliza o curso de Meteorologia pela incorporação do Instituto de Pesquisas Meteorológicas da Unesp (IPMet) pela Faculdade de Ciências, ambos localizados no Câmpus de Bauru.

Decidida na reunião, esa medida possibilita que o curso de Meteorologia seja oferecido pela FC e que atividades já desenvolvidas no IPMet sejam aplicadas de forma interdisciplinar na Faculdade. A FC também ganhará o Bacharelado em Química Ambiental. A Licenciatura em Química, já existente, será mantida.

No IFT, no Câmpus de São Paulo, o Bacharelado em Ciências Exatas terá duração de três anos. Ao final desse período, concederá um diploma de nível superior ao aluno. O estudante terá duas opções para continuar seus estudos em nível de graduação: a formação em Física Fundamental ou em Física de Sistemas Complexos, que exigirão, cada uma, mais um período de estudos.

A aprovação da criação de cursos envolvendo o IFT e o Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet) havia sido definida em agosto 2010. Por isso, a presente expansão já está absorvida pelo planejamento da universidade. As decisões do Conselho do dia 15 constituem, portanto, um redirecionamento para viabilizar a abertura desses novos cursos.

Além disso, definições sobre o número de vagas dos novos cursos da FC e do IFT, o projeto pedagógico, o nome definitivo dessas graduações, seus custos detalhados e a definição se o IPMet, atualmente uma Unidade Complementar, será uma Unidade Auxiliar de Estrutura Complexa, conforme encaminhado pela FC, ou uma Unidade Auxiliar Simples serão tomadas posteriormente, após análises em diversas instâncias acadêmicas e administrativas da Unesp. O que já está definido é o IFT, até agora uma Unidade Complementar, passa a ser, com o seu primeiro curso de graduação, uma Unidade Experimental.

Ouvidoria - O ouvidor geral, reconduzido ao cargo para 2012, fez ainda, na mesma sessão do CO, uma apresentação sobre o seu trabalho, enfatizando como a isenção, a objetividade e o retorno ponderado de todas as solicitações recebidas são prioridades na sua atuação para o atendimento de demandas internas e externas envolvendo a Universidade.

Posse - Ocorreu ainda na sessão a posse de 26 novos representantes docentes, um de cada unidade universitária, e de 10 novos representantes do Corpo Técnico e Administrativo, que começaram imediatamente suas atividades como conselheiros do órgão máximo da Unesp.

Da Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp.